,

“O NASCIMENTO DE JESUS DE NAZARÉ, O CRISTO GNÓSTICO, SEGUNDO ELE MESMO, POR COMUNICAÇÃO TELEPÁTICA DE CONSCIÊNCIAS CONECTADAS”.


Imprimir



Autor da Revelação: Dilmar Dutra – Biomédium Telepata em comunicação transcendental, entre Consciências descorporificadas e corporificadas no gênero humano, recebida às 02 horas e 22 minutos da madrugada de 26.02.2016. (Do Calendário atual Gregoriano).

Quando JESUS GNÓSTICO, afirma que nasceu em Nazaré no dia 05 de abril, do Calendário Lunar Copta, em consonância com o Calendário Judaico, em uma sexta-feira, dia de “Nisã, pelas Escrituras de Jerusalém”, ou 12 anos antes do ano 325, d.C registrado por Jeronimo pelo Calendário Julhiano, conforme os registros estabelecidos pelas anotações, que deram origens a VULGATA,(HOJE EVANGELHOS), ocasião que já existia o citado Calendário, que a posteriore, foi corrigido pelo Calendário Gregoriano, anos depois da passagem (falência corporal) libertando a Consciência do Cristo Gnóstico, com 45 anos, pelo Calendário judaico que não existia os meses de julho e agosto.

Naquela ocasião declarada, sua "Consciência Espiritual", abandonou o Corpo, retornando ao TODO “EU SOU, AQUELE QUE É, O EU MENTE PSIQUÊ ESPIRITO, QUE ERA ANTES DE TUDO EXISTIR O CRIADOR ÚNICO”. Em dia de lua cheia do calendário copta com 45 anos, onde os equívocos humanos deveriam ser corrigidos em 12 anos.

25 de dezembro é a data no nascimento de “HÓRUS”, uma simbologia do Falcão que melhor enxergava independente da grande altura, uma metáfora do animal que podia ver tudo acreditando que os humanos podiam através dele e com ele, ver o ocultado ou velado, segundo os Egípcios. E todos os iniciados na Escola de Mistérios Espirituais. Afirmava JESUS, ao me dizer> Lugar que estive dos 12 anos há 28 anos, como “iniciativo hologamado” que significa em NAACAL Há prometida em Bodas de Caná, ou seja: Sua prima Maria Madalena, a esposa pela qual fiz a distribuição de vinho, ainda na Escola de Mistérios Espirituais, lugar que tivemos formação intelectual e lecionamos em copta na formação em “Tekton” (Mestre de Obras); Em hebraico e Aramaico, “Psicomentologia”, hoje “Espiritologia”; Em grego “materiologia e alquimia”.

Meus irmãos iluminados “San Issa”; “Budasaf” e “Yuz Asaph” também, fizeram peregrinações pelo Mundo contemporâneo, identificados pela marca do “Olho de Hórus”; “Do Peixe”; E da “Estrela de Davi”; assim como, a marca dos “Caduceus”, fez epicamente, as suas partes, na mesma época que nós. E retornavam sempre a Caxemira, Nepal, Nag Hammadi, Turquia, Grecia e Sant Baune, na Galia, locais que se encontram relicários dos meus chamados Apóstolos, assim como, do Sagrado Feminino que carregou em seu útero o Santo Grau.

As demais simbologias era uma identificação de (RA) O Rei Altíssimo. E todos os iniciados na Escola de Mistérios Espirituais, carregavam a simbologia que identificava sua procedência familiar.

Assim, mais uma revelação saiu da condição velada e veio para a transparência cujas lacunas não tinham registros humanos. JESUS DE NAZARE – O CRISTO GNÓSTICO.

Beijos de luz. Dilmar Dutra.