“A ENERGIA ESCURA E SUA CORRELAÇÃO COM O TODO”


Imprimir 


Postado em 26.04.2010
Por: Dilmar Dutra – Médium autodidata científico.

     Sabemos que a “Energia Escura da Cosmologia” é a mesma “Energia” que interage na proporção de 70% por todo “Metaverso Cósmico”, bem como, por todos os “Campos” e “Corpos”. Esta analogia defendida pela espiritualidade foi observada e estudada pelo professor Marcus E. Raichle e publicada pela mídia globalizada, ao ligar a Neurociência a ela (Energia Escura da Cosmologia).
    
     Segundo a minha ótica, um salto quântico de cognição (aquisição de conhecimento) em face de consagração, de que os circuitos dos cérebros são desligados quando a pessoa está em repouso, ou sob sono. Na verdade! A neuroplasticidade e a plasticidade morfológica é que dá ao cérebro a capacidade de mudar como reação imediata a uma experiência. Enquanto dormimos, os neurônios dos cérebros comunicam-se uns com os outros, fortalecem as conexões dando a algumas, especificações, enfraquecendo outras, e apagam o que consideram como inútil. “Á noite, o cérebro adormecido está livre do mundo e parece um redemoinho de atividade, pelo menos é o que o Neurobiólogo Terrence Sejnwoski, chefe do Laboratório de Neurobiologia Computacional no Salk Institute de La Jolla, na Califórnia vem sustentado, e é o que bate com as revelações espirituais. Todavia! Voltemos aos experimentos do Dr. Marcus E. Raichle, porque também são importantíssimos, vejam como a captação de imagens demonstrou que há um nível eterno e infinito de atividade local e não local e que tudo o que ocorre no cérebro como perturbações provocadas, é por defeitos genéticos nos neuropeptídios dos sistemas vivos com cérebros, e só ocorrem face às ligações mal feitas. E isto a espiritualidade afirma que não é só nos sistemas com cérebros, mas em todos os sistemas complexos de memória filogenética das membranas, e dos órgãos internos do ‘Reino Celular”, ou seja, das Famílias Animália, Fungi e Plantae. (Vejam mais de ¾ dos sistemas vivos não possuem cérebros). Observação: “Os neurônios neste caso formam padrões coerentes que, sem o sono, não seriam nem de perto tão extensos, robustos, estáveis e flexíveis.” Outro depoimento vem do Dr. Rodolfo Llinas, Diretor do Departamento de Fisiologia e Neurociência da Escola de Medicina da Universidade de Nova York. “Essa rearrumação cotidianamente promovida pelos neurônios tem um motivo básico. Ou seja, o cérebro humano está constantemente aprendendo, e quanto mais aprende mais recursos ganha para fazer prognósticos, - uma capacidade para organismos que se movem.”
   
     Isto nunca foi uma idéia nova para a espiritualidade e nem para alguns segmentos das ciências, mas o Dr. Marcus E. Raichie, professor de Radiologia, Neurologia, Neurobiologia e Engenharia Biomédica da Escola de Medicina de Washington, University em Saint Louis, como observador, pesquisador e estudioso, estabeleceu um novo paradigma; uma nova visão, ao constatar que o fluxo virtualmente infinito em torno do cérebro seria apenas um canal de fimbrias ou microtúbulos, que transportam informações inteligentes para o centro do processamento não só de sistemas com cérebros. (Eu estou abrindo este espaço para acrescentar que não é só dos sistemas com cérebros, mais de todos os sistemas vivos com memórias filogenéticas das unidades atômicas e celulares é claro que este estudo não pode ser atribuído só a humanos). “O Dr. Marcus, constatou em seus estudos e pesquisas que, embora 6 milhões de Bits cheguem a área de processamento virtual do cérebro e, destes apenas algumas centenas participam da formulação da percepção consciente, – o que é escasso demais para gerar um percepção significativa por si mesmo. A descoberta sugeriu que o cérebro provavelmente faria predições sobre o ambiente externo, em antecipação a insignificantes impulsos sensoriais que chegam a ele cérebro do Mundo Exterior.

       Estas publicações podem ao meu modo de ver, estabelecer interpretações com conclusões precipitadas e equivocadas, se aplicadas ao pé da letra, ou em cima da letra que mata, como por exemplo: Entender que uma atividade significativa que ocorre só no cérebro, quando uma pessoa está em estado de repouso, as áreas do cérebro interage intensamente num processo que consome 80% da demanda de energia produzida pelo próprio cérebro, ou seja, por analogia fazer um paradigma com a energia escura da cosmologia e chamá-la de energia escura do cérebro e ainda afirmar, que esses circuitos não estão relacionados a qualquer evento externo.
Para começar a mente é uma só, as consciências é que estão em grau por espécies da diversidade Planetária.

       O médium vai tentar colocar mais luz na questão para pesquisa, estudo e discussão.
        A consciência não é um epifenômeno do cérebro e em termos cognitivos não é só o cérebro que faz os organismos multicelulares a funcionarem para a vida.
        Os organismos unicelulares procariontes, não têm núcleo, não tem organelas citoplasmáticas, e não tem cérebros, mas tem cognição, pensam, tem sentimentos como medo e o amor, e fazem escolha (livre arbítrio). O medo faz à presa fugir do predador.          O amor as faz doar gene na natureza, aliás, doar gene para nós, é o mesmo que doar semem.
          Sabem por que a razão disso tudo!
          Porque as consciências não têm uma localização em “corpos” ou em “cérebros” ou ainda em “memórias filogenéticas”, ou seja, não possuem uma localização exata no meio ambiente. Mas no “Campo de Energia, Informação e Inteligência” que chamamos de “Eu Mente Consciência Espírito” que interage o tempo todo do meio ambiente, ou do “Campo” com o corpo.
 
        Para finalizar: A Energia Escura Cosmológica ocupa 70% do Cosmos em manifestação oculta, além dos 04% de Energia Clara (luz), e 26% matéria escura – sintetizando, interage com 100% do TODO ou do Metaverso contido em “Deus”.
        O quarto estágio da matéria ou gás ionizado, ainda chamado de almas, almas grupo ou mônodas quânticas e taquiônicas, ou ainda, plasmas se dinamiza por partículas eletricamente carregadas, para sua produção e a energia escura faz reagir, para liberar elétrons que se encontram ligados ao átomo.

      A energia escura desempenha um papel expansionista e interativo, principalmente nas manifestações hologamadas ou na troca de pedaços entre cromossomos homólogos, processo chamado também de permutação. Ocorre sempre no princípio (início) da meiose e permite reunir no mesmo cromossomo, genes provenientes da mãe, presente em um dos homólogos, com genes vindos do Pai, se vier de outro homólogo chamamos de manifestação desologamadas, para estabelecer a herança recessiva, onde dois aletos necessitam estar mutados para produzir alteração no fenótipo (doença clinica ou adultério espiritual).

      Mutilação proporcionada pela energia expansionista que, mascara a matriz bacteriana e estabelece predomínio do bacteriófago, e daí em diante seus impulsos sensoriais mascarariam a hologamação e surgiriam perturbações desologamadas.
       Estas manifestações estão ligadas as energias quânticas e taquiônicas. Podemos afirmar hoje, que dormir é essencial para o bom funcionamento do sistema imunológico, ao estar interagindo com a Energia escura (oculta), propicia uma melhor retenção de conhecimento com expansão, melhorando o discernimento e a intuição.

Um forte abraço e beijos no coração.
Dilmar Dutra e Marlene Daltro