DEUS IN-FORMAÇÃO NATUREZA


Imprimir 


Postado em 08.03.2010.
Autor: Dilmar Dutra – Médium Autodidata Científico


Depois de colocar um número expressivo de material interagindo Espiritualidade com Ciências Integrais, numa perfeita e exata sintonia, começamos a juntar o quebra cabeça diante da afirmação bioquímica de que vida são bactérias e suas proles, informações estas resultantes de revelações espirituais, num consórcio permanente das manifestações humanas com investigações científicas que DEUS é um campo taquiônico ”AMOR” de informação e Inteligência, que conecta todas as coisas no Universo, estando presente e interagindo com toda sua criação, ou seja, cria conexões e as projeta e as materializa instantaneamente, entre todas elas, dentro de si.

O que é Deus?
Fomos buscar no dialeto Naacal, falado na antiga Atlântida, “O continente perdido”.
Vamos fazer um exercício de reflexão, escrevendo a sigla Deus na vertical e esclarecendo na horizontal.

D= Direitos; Deveres; Divindade; Diversidade; Diferenças. Etc.
E=Energias; Espíritos; Espécies; Escolha; Elementos. Etc.
U=Único; Universo; Unicidade; Unidade; Univocação. Etc.
S= Sagrado; Singularidade; Sociedade; Sabedoria; Sincronismo. Etc.

Esta é a noção básica espiritual do nome dado ao Criador “Campo de inteligência e informação” que manifesta a existência eterna e a vida como processo de Criação, transformação, adaptação e extinção.
Agora que sabemos o significado correto da palavra “Deus” no dialeto Naacal. Podemos afirmar que “DEUS” é, o maior de todos os cientistas”.

Foi ele quem criou a vida.
Vamos explicar o papel da natureza (meio ambiente como LAR “Lealdade Abnegação e Respeito”.
Para começar, todos os sistemas vivos são mais meio ambiente do que genômicos.

Exemplo de células - unidade de vida:

70% de águas (inorgânicos) molécula mãe.
01% de Íons (inorgânicos) elemento químico de peso atômico.
29% de proteínas (orgânicos) glicídios, lipídios, triglicerídeos etc. que interagem com o meio ambiente para captar, reprocessar, transformar e adaptar a luz e os elementos sólidos platônicos ou sólidos geométricos para manutenção ciclal da vida como um todo.
Agora vamos estabelecer a presença de DEUS dentro de todos os sistemas vivos, interagindo o “EU MENTE CONSCIENCIA ESPÍRITO” com toda sua criação almática pela plasticidade morfológica e em casos da família animália pelo consórcio com a neuroplasticidade morfogenética.
Uma nota: Cada célula unicelular é uma alma é um “plasma”.
Cada revestimento, de ozônio de malha eletromagnética, membrana, pele com pêlo, ou de casca deve ser considerado um corpo almático unidade quântica atômica, que interage com o campo de informação e inteligência contido no “Todo Deus”.
Esse campo de informação e inteligência nós chamamos de “EU MENTE CONSCIENCIA ESPÍRITO”.
E é nesse estágio que a vida surge na eternidade e contida no Todo “Deus”. Com todas as prerrogativas da sigla “Deus” na horizontal – Diversidade Espécies sociedades, etc.
A vida é um projeto de Deus, para que em seu ciclo, possa alimentar com sonhos “plasmas” os espíritos, você vive para: criar, plantar, cuidar, preservar e regenerar etc. “Fazer a sua parte”.
Espiritualmente somos o que pensamos.
Almaticamente somos o que comemos.
Vamos esclarecer como os plasmas “almas grupo” funcionam em nós, ou seja: “A chave da vida”.
Pelas Ciências Integrais sabemos que as células bacterianas sentem Amor, Medo e fazem escolha (livre arbítrio).
Escolhem no meio ambiente todos os elementos químicos compatíveis com os códigos para transformação, adaptação e extinção. As bactérias não foram programadas para morrer (não fazem a chamada apoptose) mais morrem por fatores externos – saíram da unicelularidade para multicelularidade numa situação planetária muito hostil, praticaram o canibalismo, engolfando e digerindo a própria espécie, mas a cognição da plasticidade morfogenética (aquisição de conhecimento) do corpo almático, com campo espiritual, deu-lhes a luz necessária para uma nova adaptação, que ocorreu ao longo de milhares de anos, pela observação copiou “Deus”, criando a simbiose bioquímica, a exemplo da “Holarquia Divina”. Começou então a engolfar, sem digerir, saiu da divisão binária unicelular para a meiose face, a nova unidade adaptada ser multicelular num sistema de útero quântico particular, para proteger a sua própria espécie na sobrevivência – abandonou o útero quântico planetário, onde estava expondo suas crias para cadeia de predadores na qualidade de prezas, isto foi uma adaptação inteligente, para que sua própria espécie pudesse sobreviver – abandonou o útero quântico planetário “Oceanos”, como dissemos e, criou dentro de si, um útero quântico em perfeita sintonia com o taquiônico, recebendo do “EU MENTE ESPÍRITO” todas as informações para que as células bacterianas tivessem uma nova unidade atômica plural mais bem adaptada, ou seja, “almas grupo” acumulando dentro de si um compêndio de memória filogenética de plasticidade morfológica que há mais ou menos 1.5 bilhões de anos atrás adaptou o pudim de neurônios, hoje chamado de cérebro, como um dispensário de recepção, armazenagem, captação e retransmissão de dados bioquímicos, isso na verdade que parecia algo extraordinário, como transformação pelo uso consorciado de um novo dispositivo chamado de “neuroplasticidade morfogenética” dava uma certa autonomia decisória, para a nova unidade, este novo dispositivo no entanto, mostrou ser uma estação processadora e reprocessadora (como um satélite) do “Eu Mente Consciência Espírito”, para enfrentar dificuldades ambientais e buscar uma nova adaptação, após interferências telúricas e ciclais que causam distúrbios patogênicos. Esta autonomia chamada “cérebro” pode plasmar (sonhar) possibilidades e probabilidades, causando desequilíbrios na captação do meio ambiente e que nas doses erradas complicam muito causando desequilíbrios, mas nas doses certas são benéficas dando saúde ao próprio sistema imunológico, e isto ocorre em todos os organismos das diversidades das espécies por escolha dos elementos selecionados em grau de cognição por grau de inteligência espiritual.
Esse compêndio bacteriano dos sistemas vivos com cérebro, integrantes da diversidade animália herdaram os códigos ativados em grau, das partículas inteligentes e Divinas que por espécie estão inseridos num determinado número de genes. Exemplo: Nos humanos, são aproximadamente de 26.000, já mapeados, com uma renovação da boca ao reto, de aproximadamente de 10 vezes, cem trilhões de células, nascendo e morrendo a cada 14 minutos aproximadamente, com variações para menos ou para mais.
Se o conjunto de memória filogenética surtar, sofrer interferências do meio ambiente e, o satélite individual chamado “cérebro”, dessincronizar do dispositivo primevo de memória filogenética da membrana (pele com pelos, microtúbulos gigantes), pode gerar uma interferência ou sair do ar.
Aonde nós pretendemos chegar, para explicar a relação meio ambiente e o “Eu Mente Consciência Espírito”, com o satélite multicelular de almas grupo chamado de “celebro”, consorciado as memórias filogenéticas das membranas (com pêlos na qualidade de antenas).
Sabemos que as células bacterianas, fazem a escolha certa no meio ambiente, dos elementos necessários para manutenção e regeneração de sua própria constituição orgânica e inorgânica e, a qualidade é uma decisão plasmática (almática face o código Divino estar implantado em cada partícula celular. Isto nós chamamos de “Partícula Inteligente Espiritual”, ou “Partícula de Deus” ou ainda, “Ponto de Deus”.
A principal relação está na sua própria constituição bacteriana, e de todas as suas proles, que carregam como herança, sua matriz bacteriana, e isto não é coisa de só de humanos, mais de todos os sistemas vivos.
Habitam em nós humanos de 1% a 3%, bactérias consideradas- patogênicas (causadoras de doenças).
87% são saprófitas (não causam doenças)
10% são oportunistas. (Abro aqui um espaço, para dizer, que estas células bacterianas chamadas de oportunistas precisam estar dentro desse limite para não interferirem no processo majoritário de 87% saprófitas, quando existe excesso ou carência é sinal que elas de alguma forma estão interferindo e segundo a Espiritualidade permitem a chamada obsessão, ou ainda, a auto-obsessão.
Como estamos afirmando por todas as matérias correlacionadas neste site. Existe uma renovação celular a cada 14 minutos em nós, com nascimentos e mortes. E isto é muito importante, porque toda criação almática é de fita dupla, com o RNA, primevo ou com DNA, secundário, ou seja, dual e bipolarizada no campo de torção biológica (um contraditório de princípios opostos hologamados) que se manifestam na ORDEM, pelo equilíbrio e harmonia. Que se manifestam nas CARÊNCIAS por depressões, ou distúrbios bipolares. E finalmente que se manifestam nos EXCESSOS por fanatismos, ou demências.
Nosso estado de espírito precisa estar em perfeito sincronismo com as almas grupo, para que o equilíbrio se manifeste na captação correta de células patogênicas, ou seja, de 01% a 3%. Captação necessária para o organismo reconhecer pelo sistema imunológico e desenvolver defesas.
Precisamos captar 87% de elementos celulares bacterianos saprófitas. Para que o nosso organismo desenvolva saúde.
E apenas 10% de oportunistas. (Que tem peso obsessivo, fora desse limite como está no relato supra citado).

Quaisquer desequilíbrios nesta captação podem desembocar em enfermidades físicas, psíquicas, almáticas “plasmáticas” ou Espirituais.
Daí a importância de trabalharmos no AMOR, buscando sempre a hologamação celular em seus princípios contraditório de opostos entre “X” e “Y”, respeitando todas as diferenças sejam elas quais forem, porque todos os CORPOS estão contidos nos CAMPOS MOFOLÓGICOS e, todos os CAMPOS MORFOLÓGICOS, estão contidos no CAMPO TAQUÔNICO, que está contido em “DEUS” (DIVINO ESPÍRITO ÚNICO SAGRADO).
Nota Final do Médium: É de fundamental importância para construirmos uma vida melhor, sonhar “plasmar” o AMOR, porque é desse plasma que se nutrem os Espíritos, e uma dieta de ”AMOR”, “PAZ”, “EQUILIBRIO”, “HARMÔNIA” e total “INTEGRAÇÃO” faz, de nós “UNO” (UM). Seja feliz, construa um futuro melhor, Sonhando “Plasmando” – Segundo a Espiritualidade o melhor jeito de orar. É SONHAR. É PLASMAR.

Um forte abraço e beijo no coração.
Dilmar Dutra – Médium Autodidata Científico