A NEUROPLASTICIDADE MORFOLÓGICA


Imprimir  

PARTE 10

“Neuroplasticidade; Plasticidade; Mediunidade; Desdobramento e Dobra, em correlação, por inteiração com o meio ambiente”.

Postado em 31.10.2009
Autores: Espíritos Diversos

      Já vimos e sabemos, como funciona a Neuroplasticidade, a Plasticidade e a Mediunidade, agora iremos detalhar a correlação com os desdobramentos e as dobras que vai além da luz para o futuro, além de bilocações no presente.

      Desdobramento: Um fenômeno de mediunidade (estar no meio, entre a matéria e a antimatéria, com potencialização para regredir no tempo e no espaço, ou seja, voltar pelo rastro da luz aos primórdios da vida, observar cognitivamente e relatar.)

     Dobra: Também é um fenômeno de mediunidade protéica (estar no meio, entre a matéria e a antimatéria, com a metafísica do projeto elaborado para o futuro, ou seja, avançar no tempo, e no espaço com velocidade da expansão, revelar pelo projeto sua finalidade e relatar. Isto sempre foi chamado de Profecias.

      Bilocação: Significa a presença simultânea de duas (02) partículas almáticas em dois lugares diferentes, interagindo entre si, por percepções sinestetas (atividades do Eu Mente Espírito) que está interagindo com o meio ambiente (não existe distancia, interage pelo todo). Veja “EFEITO ISAIAS” neste site.

     Todavia isto pode ocorrer, também, pela chamada divisão binária celular, pela manifestação do “Eu Mente Espiritual” no momento dessa partição, outra possibilidade é a de ocorrer em um transplante e mais comumente por genes que estão permanentemente ativados nas hereditariedades Fluídicas Vitais, ou Almáticas no singular ou no plural, através de um corpo (unidade atômica simbiótica e holárquica), criado dentro de um campo etéreo ou fluídico pela sinestesia, ou seja, uma semântica que relaciona e interage (como se fosse um controle remoto), onde o campo Energético e Eletromagnético, aciona por estímulo o corpo almático. Existe citações desses fenômenos, como metáforas ou comparações por símile (justaposição de duas coisas semelhantes (iguais em numero gênero e grau). Por analogia, define-se que há semelhança de 100% em opostos contraditórios ou estados diferentes da mesma coisa (dualidade bipolarizada ou divisão binária).

     Todos os casos são possibilitados pela sinestesia (genes sinestésicos), pela Plasticidade morfológica das almas e almas-grupo, por bilocação, projeto (energia) materialização (fluidos), ou seja, projeto (espírito) materializações (almas no singular, almas grupo no plural, a primeira representando a unicelularidade e a segunda representando a multicelularidade).

     O desdobramento me é muito familiar face ocorrer com o “EU MENTE ESPÍRITO” que dirige as almas-grupo, lá do meio ambiente, interage e reveste a minha própria constituição.

     Quero fazer uma revelação Espiritual, é necessário compreender que é preciso urgentemente substituir a noção que atribui ao cérebro uma função específica do “Eu Mente Espírito”. Na verdade o Espírito reveste e interage com esse computador genômico, chamado cérebro. A inteiração normal faz a cognição, transitar nessa caixa preta de memória e assimilar a consciência de forma direta ou dissimulada e ver os conteúdos de modo diferente de uma realidade. Novamente com influência da Energia Taquiônica, pode como mediadora, trazer o equilíbrio entre opostos ou entre sonhos e realidade.

     Pelo desdobramento você pode regredir pelo espectro (rastro) da luz por uma cognição consciente (paradigma: verificar a matéria “Potencia de 10” – Fantástica viagem cósmica, postada neste site – Quando de sua volta para o Micro) para se ter uma compreensão visual, e eu volto das vidas para as mortes, pelos desdobramentos, e cheguei a regredir há 1,5 bilhões de anos no uso da neuroplasticidade neuronal (registrei tudo por escrito) e tive a consciência, de que exerci em vidas passadas todas as profissões, tive todos os títulos, fui rotulado merecedoramente e imerecedoramente, joguei tudo fora, ao compreender, que pelo amor todos somos um, todos somos iguais, por que todos, também, como “EU”, passaram pelas mesmas situações, uns guardando conscientemente, outros sonhando inconscientemente.

     Mas eu sempre quis mais. Ao compreender a plasticidade como precursora da neuroplasticidade, fui regredindo até 3.5 bilhões de anos, pelo “eu mente consciência” instintiva das memórias filogenéticas e hoje posso reescrever, “A Gênesis” porque, realmente SEI, observei, vivenciei, experênciei, cataloguei, registrei, interagi, participei, transformei, e levei para extinção, todos os fluidos almáticos, por que deles me nutri, nutri-me dessas riquezas espirituais, chamadas almas e almas grupo. Aliás o escritor Paulo Coelho, narra uma história com o titulo: “Dentro do Baú” ao retratar a alma limpa das tentações.

     Reproduzindo por ser do Domínio Público.

     Título: “Dentro do Baú”

    “Tenho o coração cheio de amor e a alma (corrigindo: Almas-grupo) limpa das tentações do demônio (obs. Demônio é uma idéia, não tem corpo, existe num campo mental.)

     Qual o próximo passo? – Perguntou um noviço para o abade pastor. – O abade pediu para que o discípulo o acompanhasse na visita a um doente que precisava de extrema unção.

      O abade reparou que havia um baú na casa. O que tem no baú? Perguntou.

     “Roupas que meu tio nunca usou. Pensava que surgiria ocasião certa para vestí-las, mais elas apodreceram ali,” - disse o sobrinho do doente.

     “Se tens tesouros espirituais, coloque-os em prática agora, ou eles apodrecerão! – Disse o abade. – Isto é muito claro, ou seja: “As almas e almas grupo, são riquezas espirituais, e se nós, não nos nutrirmos delas elas almas apodrecerão”.

     Com isso respondo a todos aqueles que me questionaram, pedindo-me inclusive uma satisfação ética moral, quando falar de Almas e correlacioná-las com biologia.

     Exemplo: Como podeis falar sobre Bioquímica se não tem titulação nesta área?

     Irmãos, títulos e rótulos não têm quaisquer importâncias, diante das informações verdadeiras. – Não são títulos e rótulos que tem cognição.

     Mas o “EU MENTE CONSCIENCIA ESPIRITO”.

      Confiram as informações e podem, por favor, continuar com os questionamentos, por que são através deles que eu busco o aprimoramento nas respostas, colocadas no site. Esclareço não só para os questionadores, mas para todos os interessados na busca da expansão da consciência.

      Sinto-me tranqüilo e a vontade por que nosso trabalho é sério, responsável e busca pela verdade a liberdade de expressão de pensamentos voltados para o amor, para a paz, manifestados em harmonia e equilíbrio. O que é bom para mim é bom para todos os sistemas vivos.

      A experiência com Dobra, viajando para o futuro, ou com bilocação, estando em dois lugares ao mesmo tempo no presente não foram boas. (obs. A bilocação pode ser entendida com o auxilio visual em nosso site: Veja “O EFEITO ISAIAS”.

      A dobra, ou viajar pela idéia e projeto construído para o futuro, foi constrangedora e muito sofrida. Assisti a um filme sinesteta do futuro, justo com minha saudosa mãe Marietta e nos mínimos detalhes, sofri como se estivesse o tempo todo ao lado de meus irmãos, principalmente de minha irmã, a quem devo muita gratidão que o dinheiro não pode pagar.

     Como humano, confesso ter medo da dobra, como “EU MENTE ESPÍRITO” optei pelo desdobramento, preencho o meu tempo- resgatando a Verdade para reescrever a Gênese.

      Agradeço também, aos amigos Professor José Eduardo Antonio de Mattos e sua esposa Dra. Angela Maria Bertozzi de Aquino Mattos, bem como, a minha mulher e companheira Marlene Chaves Daltro Santos, pelo fato de terem me proporcionado compartilhar de seus estudos que desembocaram num aprendizado maravilhoso, fruto de nossas relações cordiais e sinceras, contribuem todos, numa troca de conhecimentos e cognição, onde novas percepções são levadas muito, a sério, em perfeita sintonia com as Ciências Integrais, em perfeita sintonia, com a Espiritualidade Integral. E a busca de informações racionais e verdadeiras.

Um forte abraço e um beijo no coração de todos vocês.

Com Amor

Dilmar Dutra.

Fonte da Informação: Espíritos Diversos, Fonte receptora: Dilmar Dutra – Autodidata e Médium Científico.