PERFIL


    Dilmar Dutra é viúvo, vive em São Lourenço, MG. – Servidor Público Inativo (aposentado). Teve berço católico, consorciado com o espiritismo cristão, e é um estudioso do “Campo Unificado”, coisa que faz em parceria num grupo constituído por Marlene Chaves Daltro Santos; José Eduardo Antonio de Mattos; Angela Maria Bertozzi de Aquino Mattos, que acompanham todos os estudos Científicos publicados na mídia pelos mais respeitáveis Cientistas do Mundo, levando tudo para o Campo Unificado das Ciências Integrais e Espiritualidade Ecumênica Universal. É conhecido com Biomédium Autodidata em Ciências Integrais, Escritor Científico e Mediúnico, que transmite revelações Espirituais para toda humanidade e prega que o AMOR é o único ELO capaz de Unificar as civilizações Planetárias.
Dilmar dedica-se, há 45 anos, aos estudos sistematizados e continuados pela observação da humanidade com sua historiografia. É um médium atuante, um questionador nato, um historiador que resolveu elucidar a História a partir dos descobrimentos e redescobrimentos, cujos, registros, pistas arqueológicas e paleontológicas, permitem “reescrever a história”. Faz da observação espiritual e científica suas ferramentas de trabalho; ler, reler e treler de tudo, nas áreas sociais, científicas, espirituais e religiosas. Questiona tudo para entender, levando todos os assuntos para o “Campo Unificado”. Dilmar é na verdade, um Autodidata, defensor de que "todos somos iguais", sem títulos, sem rótulos, em perfeita harmonia e em equilíbrio. Afirma categoricamente, que pelo Amor “Todos S.omos Um”, porque o Amor está inserido como Onipotência Divina, em todos os sistemas vivos. Não admite sonegar informações. A Humanidade tem o direito de conhecer, como tudo aconteceu e acontece; é um defensor do “Meio Ambiente”, do “Planeta” e da “Vida” como um Todo, Escritor mediúnico, voltado para o Ecumenismo Universalista, trazendo novas percepções Espirituais, em perfeita sintonia com as Ciências Integrais. Seu trabalho é consubstanciado por revelações espirituais em consórcio permanente com descobrimentos e redescobrimentos das Ciências Universais, produto de um estudo minucioso e responsável, que visa à busca da Verdade.

Todas as abordagens científicas são submetidas ao crivo da seriedade e responsabilidade, condicionadas pela ética moral.

Afirma. Não estar preso aos pentateucos conflitantes, aos evangelhos incongruentes e dogmatizados; Busca incessantemente e independentemente, novas percepções espontâneas, naturais e completamente integradas ao “TODO” contido em “DEUS”; Defende a Energia Livre, o Campo Taquiônico, ou ainda, o que muitos Cientistas chamam de Campo Akáshico, deixa-se guiar e conduzir pelo “EU MENTE CONSCIÊNCIA ESPÍRITO” que nutre-se de suas “Almas-Grupo” e não permite que seu Cérebro Biológico receba lavagens cerebrais, seja doutrinado ou catequizado; Não permite que cortinas e véus sejam colocados no “Eu Espírito” que está inserido e revestindo sua construção; Como unidade atômica, atua dentro de si, numa proporção de 25% e 75%; Está por todo meio ambiente, sem uma localização exata; Sente o Espírito como o “EU MENTE CONSCIÊNCIA” que construiu o seu CÉREBRO BIOLÓGICO, para armazenar INFORMAÇÕES da matéria, inseridas pelo “EU MENTE CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL”, que interage a coerência local com a coerência não local; Busca compreender o que está iluminado e o que está oculto; Vê a vida almática, como algo fluídico de transformação, adaptação e extinção para nutrir os Espíritos;. Vê o Espírito como “Energia Livre”, como o “Eu Mente Consciência” que não têm uma localização exata no meio ambiente, nos multiversos paralelos e no Universo Taquiônico Singular, contido em DEUS (Divino Espírito Único Sagrado); Vê as chaves do Cosmos, pelas menores unidades identificáveis da matéria; Não enxerga realidades separadas. Tudo o que vê está contido no TODO, na “MENTE DIVINA”, “DEUS”. O maior de todos os Cientistas, o criador da VIDA. Talvez! Seja isto, que o faz diferente. Porque não se vê ISOLADO ou SEPARADO de NADA, vê-se atento e observando o “Mundo do Quantum”, da partícula emaranhada e interagindo de modo recorrente, eterno e infinito.

Dilmar afirma categoricamente, que o Ecumenismo se dará ao adentrarmos a Nova Era, onde às diferenças nas condições arbitrais, de escolhas da fé, sejam respeitadas. DEUS é Amor e o Amor está inserido em todas as células que constituem todos os sistemas vivos.