Campo Taquiônico; Campo do Todo ou Campo                              Espiritual Singular


Imprimir 



     Após explicarmos todos os Campos, este representa o TODO, porque todos os Campos Mórficos, todos os Biocampos, Intaquiônicos ou Quânticos, estão contidos neste Campo Taquiônico que é nossa ferramenta de trabalho.
     O Campo Unificado, ou ainda, Campo Quântico, Campo Intaquiônico ou Campo de Torção Biológico, estão contidos no Campo Taquiônico, ou ainda, Campo do TODO, ou Campo Espiritual (Imaterial, atemporal, singular de Unicidade Cósmica Divina, ou ainda, Campo de Energia Livre). É Infinito, Eterno, e nos traz percepções de novos paradigmas, deixando transparente o até então oculto, desconhecido ou não admitido, que representam conhecimentos autodidatas evolutivos, mas abrangentes, mas absolutos na procura da verdade. Mostra-nos, pelos sensores da consciência, ou do “EU MENTE ESPÍRITO”, a ENERGIA LIVRE que se manifesta por toda a totalidade do Cosmo, interagindo, criando, transformando, adaptando e extinguindo todos os sistemas VIVOS, orgânicos e inorgânicos, ou FLUÍDOS VITAIS, ou ainda, ALMÁTICOS, por toda a totalidade da Natureza, que é manifestada e projetada para materialização fluídica, com objetivos de nutrir, o ESPÍRITO (ENERGIA LIVRE), representado pela CONSCIÊNCIA DO EU MENTE ESPÍRITO que, num consórcio com as ALMAS-GRUPO, do Único Reino, que é CELULAR, objetivando interagir, ligadíssimo, para transformar, nascer, crescer, florescer, frutificar, criar, abastecer, amadurecer, ingerir, alimentar, respirar, higienizar, morrer, falecer ou extinguir-se, dentro dos ambientes apropriados à VIDA. Esta percepção alcança toda à totalidade do Cosmo vivo, contido em DEUS (Divino Espírito, Único Supremo), dando-nos uma visão consorciada da Consciência sucessiva do Quântico, em perfeita sintonia com o Campo Unificado Taquiônico. Todavia é preciso ter a noção universal de que os Campos Quânticos estão contidos no Campo Taquiônico, face ser o UNIVERSO SINGULAR uma grande Simbiose Cósmica, ou uma grande Holarquia Divina.
       A abordagem do Campo Taquiônico transcende todas as Noções Filosóficas, Esotéricas, Místicas, ou, Teorias outras, em separado, ou ainda, particulares, bem como, todas as Ciências Particulares. Tudo está contido e interagindo dentro do TODO. Como dissemos, o CAMPO TAQUIÔNICO representa a Universalização, o Ecumenismo, a Singularidade ou o TODO. E tudo o que é imaginado, projetado e construído pelos Seres Humanos, não está pronto e, conseqüentemente, suas obras, também, não podem estar prontas. E desta noção que nos é dada, pelo mais profundo e puro raciocínio, que é um atributo em manifestação da Consciência Espiritual, que não tem uma localização exata, estando, por Todo Cosmo Vivo, que vibra e interage com tudo. Negar isto, é negar a existência da ENERGIA LIVRE, que tem uma estrutura de Projeto Eterno e Infinito de uma Inteligência Maior, criadora e geradora, do conhecimento da VERDADE ÚNICA, UNIVERSALISTA E ECUMENICA. Até mesmo os CIÊNTISTAS defensores da Mecânica Quântica, como algo separado do TODO, cairão no descrédito e no ridículo, por que não terão como sustentar uma teoria separatista ou desligada do TODO.
      É preciso compreender que o CÉREBRO é apenas um mecanismo sutil da matéria biológica celular, criado pelo EU MENTE CONSCIÊNCIA ESPÍRITO que é anterior ao CÉREBRO, ou seja, o CÉREBRO é posterior à CONSCIÊNCIA que o CRIOU, com a finalidade de memorizar os sentidos, como: paladar, odor, visão, etc., inseridos nos organismos multicelulares. Já em organismos menos complexos, ou unicelulares, como, por exemplo, uma bactéria que não tem núcleo, não tem organela, não tem cérebro, a consciência nutricional aciona o livre arbítrio e a faz buscar alimento e fugir do seu predador natural. (Veja a função do MEDO que provoca a fuga, para manter o controle biológico das espécies). – (Deve ser maravilhoso, intrigante e espantoso, poder entrar na consciência de uma célula vital, assistir de perto à materialização pelos microtubulos-(proteínas condutoras de informações de um projeto vital dos citoesqueletos), de quaisquer, que sejam os sistemas vivos do REINO CELULAR, que tem inserido, em si, a Onipresença Divina e proporcional, a Onividência, pelos sistemas de sensores ou ópticos, a Onisciência em expansão, acompanhando o próprio Cosmo, a Onipotência, também reside, em todos os sistemas vivos, almáticos ou Quânticos, pelo sentimento que chamamos de AMOR.
     A) Que é o AMOR?
     B) Como ele representa a ONIPOTÊNCIA?
     
RESPOSTA: Vejamos: Como tudo interage com o tudo, e o nada pode ficar fora do escopo do Campo Taquiônico. A dualidade bipolarizada, também não. Ela entra no contexto de contraditório de opostos; de forças iguais, medidas em grau. E é na COLISÃO da Energia clara, ou pura (LUZ), de velocidade com a Energia oculta (ESCURA), de potencialidade (por ser predominante no todo) que surge, em manifestação, duas (02) novas ENERGIAS.

     A ENERGIA INTAQUIÔNICA, ou QUÂNTICA, de contraditório de opostos, entre carência e excesso, dual e bipolarizado, não podemos ver ou pegar, mas que podemos senti-la. E nós a conhecemos pelo sentimento chamado MEDO, que está inserido em todos os sistemas VIVOS.
     E a ENERGIA TAQUIÔNICA, igualitária, imparcial, neutra, equilibrada, que mantem a Ordem no Caos e que pode também, ser gerada pela consciência, que estabelece, por uma colisão que chamamos de livrearbítrio, do poder de decidir se vai para a carência depressiva ou se vai para o excesso fanático e de demências.
     Existem Teorias, e Filosofias que se sustentam em estudos RELIGIOSOS e, com isso, não conseguem perceber o CAMPO UNIFICADO TAQUIÔNICO, ou o Campo do TODO, que reúne, dentro de si, todas as possibilidades e todas as probabilidades do conhecimento DIRETO e do conhecimento INDIRETO, ou seja, do conhecimento MECÂNICO de Doutrinas (DOGMAS) e do conhecimento ESPIRITUAL, ou INTUITIVO, que vem do EU MENTE CONSCIÊNCIA, que ocorre numa percepção transcendental que sai da VIDA para a ETERNIDADE. A primeira é inserida no CÉREBRO, por Doutrinas e Catequeses. Já a segunda, manifesta-se espontaneamente pela observação do meio ambiente, da natureza, que interagem o tempo todo com a Consciência que é a criadora do cérebro. O Cérebro é um chip do computador do Genoma Biológico e a Consciência é do EU MENTE ESPÍRITO, ou ainda, o CÉREBRO é ALMÁTICO (Portanto Biológico) e a CONSCIÊNCIA é ESPIRITUAL.
     Pela Consciência inserida na proporção de 25%, sem uma localização exata, nas unidades atômicas vitais do REINO CELULAR, onde o AMOR representa a ONIPOTÊNCIA DIVINA, como ENERGIA LIVRE pode afirmar que a humanidade marcha, na proximidade da NOVA ERA, para o caminho da compreensão, livrando-se de ideologias e condicionamentos (religatórios), para a LIBERTAÇÃO pela VERDADE do CAMPO UNIFICADO TAQUIÔNICO E ESPIRITUAL. Apesar das Religiões estarem, também, contidas neste Campo, até por que, elas existem como consagrações equivocadas, e o melhor exemplo é o de afirmar a condição da imortalidade da ALMA, dando a elas uma noção de eternidade, como se imortalidade fosse eternidade. Imortalidade é uma terminologia infelicitária, porque tudo o que vive morre. E morrer, quanto se explora a morte, pelo medo! Implanta-se, uma noção de cobrança de indulgências, transformada, por Heron de Alexandria, em pecúnia (dízimos, impostos eclesiásticos) uma forma de extorquir, implantando o PECADO e seu PERDÃO, assegurando, pelo PODER de PERDOAR, o controle sobre milhões de pessoas no Mundo. Com esse PÃO DA VERGONHA, ARRECADA-SE pela LESA HUMANIDADE.
A Fonte da Revelação é Mediúnica, ESPIRITO DA VERDADE: JESUS CRISTO e Médium receptor: DILMAR DUTRA.
        
                           COMENTÁRIO E OPINIÃO DO MÉDIUM

       Para elucidar, diante do que nós compreendemos: A Revelação Mediúnica, supracitada, de Autoria do Espírito da Verdade JESUS CRISTO, veio em face da existência de uma explicação BUDISTA, baseada na observação Espiritual da Cultura Oriental, manifestada pela consciência do EU MENTE ESPÍRITO, em Consórcio com a Religiosidade Alexandrina, que deixou conceitos condicionadores e ideológicos, consagrados pelo mundo contemporâneo e sustentados até os dias de hoje. Estes conceitos consorciados, da cultura oriental com a cultura Grega, interagiram-se por uma colisão de opostos duais e bipolarizados em iguais, diante da anulação neutralizadora, como uma dimensão da metafísica, ou seja, você se liberta da dualidade de opostos contraditórios, à medida que percebe, que pode fazer uso do livre arbítrio imparcial, pela conscientização do equilíbrio, da harmonia, com a noção do limite único, ou do meio, onde você pode, arbitralmente, renunciar os opostos, optar ou tomar uma decisão entre a carência e o excesso. Assim, o absoluto manifesta-se entre as opções e não representa nenhuma decisão extremada, ou não significa nenhuma diferença entre a dualidade bipolarizada de opostos. O que vai prevalecer é a noção de que a ORDEM estará sempre encontrada no MEIO, desconsiderando todas as possibilidades e probabilidades, encontradas nos extremos do Quântico ou Intaquiônico. Assim, a opção do meio, representará o Equilíbrio e a Harmonia em perfeita sintonia, sincronismo e inteiração de tudo com tudo, ou um estado, que eles chamam de NIRVANA. Neste estado ou dimensão, os dois (02) extremos não são diferentes. São iguais, ignorantes e escravizadores, sendo o limite de um dos opostos, exatamente o limite do outro. O livre arbítrio, como decisão da Consciência Espiritual, alimenta-se apenas de AMOR ou de ENERGIA LIVRE, encontrada na anulação da dualidade bipolarizada de opostos. Esta interpretação estabelece ignorância. Considerando, esta noção da imparcialidade, como caminho, o Espírito liberta-se da ignorância sem saber o porquê. Em nossa opinião, esta percepção Espiritual estaria mais correta, se considerasse o Campo Unificado Taquiônico de Energia Livre, como JESUS revelou. Já a noção, supra citada, admite que tudo interage com tudo e que todos interagem com todos, e isto, é correto. Eu acho que sim. Mas a dualidade bipolarizada do Quântico, precisa ser levada em consideração pelo Taquiônico, ou a matéria vital, na condição de alimento, basta observar e concluir, que o Material é de fundamental importância para o Espiritual. Matéria e Espírito são a mesma coisa, ou seja, um nutre o outro. É o sistema perfeito, de autossustentação retro alimentar, por toda a Cadeia de presas e predadores. Almaticamente, somos o que comemos. Espiritualmente, somos o que projetamos e construímos. Em relação à extorsão, os sistemas considerados DESLIGADOS, é o que propõem uma RELIGAÇÃO, da criatura com o CRIADOR. Inventou e deturpou a terminologia ASSISTÊNCIALISMO, manutenção de indolentes espertos, pela extorsão oficializada, com a terminologia “CARIDADE”. Testemunho disso, foi registrado na Vulgata de JERONIMO, transformada em Evangelho Cristão, ao narrar a passagem que JESUS CRISTO expulsa VENDILHÕES a serviço dos RELIGIOSOS, na porta dos TEMPLOS. JESUS considerou um absurdo vender suvenir (Estátuas, imagens e toda a parafernália religiosa “religatória”) classificando, de Lesa Humanidade, viver desse pão da VERGONHA. Por isso, foi CRUCIFICADO. No entendimento de JESUS, segundo ele mesmo, em comunicação Espiritual ao Médium Dilmar Dutra, caridade não é dar o Peixe, mas ensinar a Pescar. Opinião que concordamos em número, gênero e grau. Entendemos que esse comentário, define nossa posição moral. DILMAR DUTRA Médium Cientifico que faz do Campo Unificado Ecumênico e Universalista, sua área de trabalho e estudo continuado. O importante de nossas obras está, em seus conteúdos, o resto é considerado por nós. Irrelevante.